Coluna – Odacy Amorim garante estar credenciado e vai cobrar apoio de Paulo Câmara

Alegando ter sido um dos poucos deputados da base a ter sua foto ao lado do governador de Pernambuco e na época candidato a reeleição nos santinhos distribuídos para o eleitorado no ano passado, Odacy Amorim acredita que chegou a hora de cobrar essa fatura. Em entrevista ao Nossa Voz, o presidente do IPA relatou ter encarado a rejeição ao nome de Paulo Câmara na cidade ao lado da esposa mas defendeu a manutenção do seu mandato à frente do Estado. E como pagamento pelo sacrifício, Amorim quer o apoio a sua candidatura a Prefeito de Petrolina.

Durante a visita ontem (10) da secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, foi bonito de ver o ex-prefeito de Petrolina seguindo em comitiva com o deputado estadual, Lucas Ramos, que defende a candidatura própria do PSB na cidade.

Em entrevista anterior, Lucas chegou inclusive a declarar que o petista ainda precisa resolver uma questão interna do seu partido alegando que o nome escolhido pelo diretório municipal poderá ser o da vereadora Cristina Costa. Será?

Questionamos Odacy Amorim sobre isso e ele foi enfático ao afirmar que o Partido dos Trabalhadores não pode deixar que fatores externos influencie nas escolhas partidárias.

“Tive a oportunidade de conversar com ela (Cristina Costa, com o presidente Reginaldo e Neuma Guedes na casa de Neuma Guedes e nessa conversa a vereadora não chegou a expressar isso para mim. Mas é evidente que é um direito dela colocar o nome. A mesma coisa eu digo: PT tem que murchar a bola, sentar a mesa e escolher quem é que vai disputar a eleição de prefeito em Petrolina. (…) Eu acredito que gente vai construir espero que a gente construa isso e não deixe que gente de fora venha intervir, influenciar na disputa do nosso campo político. Porque uma coisa que é lamentável é a gente se deixar ser influenciado. Justamente se cumpre uma tarefa de ir dividir para governar”, aconselhou em resposta ao rumores da candidatura de Costa.