Afrânio: Ex-prefeito Adalberto Cavalcanti é condenado por improbidade administrativa

(foto: reprodução)

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) condenou o ex-prefeito do município de Afrânio, Adalberto Cavalcanti por improbidade administrativa. De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), o crime teria sido cometido durante o segundo mandato do político como prefeito , entre 2005 e 2008. Segundo o MP, o ex-prefeito teria obrigado um funcionário a repartir o salário sob pena de perda do cargo comissionado.

A sentença foi publicada na última sexta-feira (17) e, segundo o TJPE, cabe recurso. O MPPE apresentou a denúncia em novembro de 2008. Com a condenação, Adalberto Cavalcanti teve os direitos políticos suspensos por três anos, não podendo concorrer ou ocupar cargos públicos neste período. Além disso, ele terá que pagar uma multa de cinco vezes o valor da última remuneração dele como prefeito de Afrânio.

Em nota, Adalberto Cavalcanti informou que está “tranquilo e sereno em relação à decisão e que vai recorrer em instâncias superiores”. “Tomei conhecimento na última sexta-feira, dia 17 de janeiro, do julgamento em 1ª Instância de ação de improbidade administrativa relacionada ao meu último mandato como Prefeito de Afrânio. Uma pena que uma mentira construída tenha vencido a verdade. Ciente da verdade dos fatos, informo que recorrerei às instâncias superiores o mais rápido possível para esclarecer tais fatos, e que sem sombra de dúvidas a verdade virá à tona. Estou tranquilo e sereno com relação a esta decisão, que apenas representa mais um obstáculo a ser superado pelo povo de Afrânio”, finaliza. (com informações G1 Petrolina)