Funcionários dos Correios em Pernambuco podem deflagrar greve nesta terça (10)

Nas subsedes Caruaru e Petrolina, também serão realizadas assembleias. (Foto: Reprodução)

Funcionários dos Correios e Telégrafos de Pernambuco membros do sindicato da categoria (Sintect) realizam nesta segunda-feira (10) uma assembleia geral ordinária para decidir se irão paralisar ou não suas atividades por tempo indeterminado, a partir da 0h da terça-feira (11). A reunião acontece às 18h30 na sede do Sintect-PE e também deverá avaliar a última proposta oferecida pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, a ECT.

A ECT e o Governo Federal apresentaram na última semana um reajuste de 5,2% sobre todos os salários; Auxílio Babá de R$ 384,00 para R$ 404,97; Auxílio Necessidades Especiais de R$ 611,02 para R$ 642,72; vale-refeição/alimentação de R$ 25,00 para R$ 26,00; Vale Cesta de R$ 140,00 para R$ 147,30.Os trabalhadores dos Correios reivindicam por um aumento de 43,7%, um piso de R$ 2.500 e vale-refeição de R$ 35 por folha. 

Os ecetistas também querem o fim das horas extras e terceirizações, melhorias nos planos de saúde, contratação imediata de 30 mil novos trabalhadores e auxílio creche também para homens. O fim do Sistema de Avaliação Produtiva (SAP)  está na pauta. Para o Sindicato, o sistema criado pela empresa funciona de forma opressora e assedia moralmente o trabalhador, que tem suas atividades monitoradas.

Última greve no Estado foi deflagrada há quase um ano, no dia 13 de setembro de 2011, e durou 28 dias. (Com informações do JC Online)