MP vai investigar pagamentos de diárias na Câmara de Vereadores de Cabrobó

(foto: Mário Souza/Nossa Voz)

O Ministério Público de Pernambuco, através da Promotoria de Justiça de Cabrobó, instaurou Inquérito Civil para apurar supostas irregularidades na solicitação e pagamento de Diárias na Câmara Municipal de Vereadores. A motivação para o inquérito se baseou em um pedido de informação protocolado pelo líder do Governo, Jorge Cavalcante, que solicitou a mesa ao controle interno da Câmara, esclarecimentos sobre diárias pagas ao vereador Toni Rocha.

A solicitação do parlamentar foi feita durante a sessão do dia 7 de outubro. A portaria da instauração do inquérito foi publicada no Diário Oficial do último dia 26 de novembro. No entanto, a Câmara também foi intimada a dar explicações sobre o processo de pagamento de diárias e comprovação das respectivas viagens, após a Promotoria tomar conhecimento das declarações do vereador Romero Gomes, durante entrevista concedida ao Nossa Voz da Grande Rio Fm Cabrobó, em 26 de setembro. Na ocasião, o parlamentar afirmou “que na casa 12 vereadores receberiam diárias todo mês, viajando ou não”.

Na época da denúncia, o presidente Dim Saraiva, afirmou que sua administração é transparente e que só recebem diárias os parlamentares que realmente viajam. “Não tem medo, pois não faço nada errado, aqui só recebe quem viaja. Para Petrolina são R$ 900, para Recife R$ 1.800. Tem tudo documentado, só recebe se viajar”, explicou.