Pedido de Gabriel Meneses para intervenções na 7 de Setembro e na Perimetral gera troca de ofensas com Alvorlande Cruz

(fotos: Carol Souza/Nossa Voz)

Um requerimento posto em pauta pelo vereador da Oposição, Gabriel Menezes acirrou os ânimos entre ele e o situacionista Alvorlande Cruz, ambos do PSL na sessão desta terça-feira (10) na Casa Plínio Amorim. A proposta de Menezes era que a prefeitura de Petrolina fizesse uma permuta com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Mas antes mesmo da justificativa do requerimento, Alvorlande pediu destaque e começou a discussão.

A ideia de Gabriel Meneses era implantar ciclovia e retirar a parede central colocada na Avenida Sete de Setembro, além de duplicar e melhorar a Avenida Perimetral Transnordestina, locais que são palcos constantes de acidentes de trânsito em Petrolina.

O situacionista pediu destaque à Mesa Diretora. “Ele vai apresentar e eu vou fazer as colocações. (…) Pra alguém questionar um projeto desses é necessário que seja engenheiro. E meu amigo Gabriel é bom de vaquejada”, alfinetou.

Em seguida, foi a vez de Gabriel Menezes reclamar da intervenção antecipada de Alvorlande no requerimento. “Foi a primeira vez na história dessa Casa que eu vi um destaque ao requerimento começar a ser discutido antes da justificativa do autor”. E seguiu respondendo a alfinetada de Alvorlande: “Eu quero até dizer ao prefeito para quando quiser botar alguém pra dar de testa, bote alguém mais qualificado”.

Depois Alvorlande pediu direito de resposta e chamou o colega de partido de “incompetente”. O presidente da mesa em exercício, Ronaldo Cancão seguiu tentando acalmar os ânimos e encerrar a discussão pessoal que se formou. Inclusive teve que impedir que outros vereadores também comentasse o requerimento antes que ele fosse apresentado. A exemplo de Zenildo do Alto do Cocar e Alex de Jesus.

No entanto, a sequência de troca de farpas seguiu e já sinalizava o resultado da votação do requerimento. A maioria derrubou a solicitação de Gabriel Meneses por dez votos a quatro.

Para encerrar a discussão Ronaldo Cancão disse que a reivindicação de Gabriel Menezes era válida, mas ponderou que não é possível construir ciclovia na Sete de Setembro. “Nenhuma BR federal tem ciclovia. As paralelas são municipais. Pode ser feita nas paralelas. É um debate oportuno, sugiro que faça um ofício para o DNIT fazendo uma justificativa e propondo que passe a responsabilidade da Perimetral o Governo Federal”.