Pernambuco terá etapas de flexibilização de comércio e serviços; Medidas serão reavaliadas semanalmente

(foto: reprodução Youtube)

No final da tarde desta segunda-feira (1º), os secretários Estaduais de Saúde, André Longo, de Planejamento, Alexandre Rebelo, e de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, participaram de uma transmissão ao vivo para apresentar o Plano de Convivência para as atividades econômicas. Segundo André Longo, após 75 dias de medidas restritivas, a curva epidêmica estabilizou, por isso, agora é possível falar em reabertura gradual.

No entanto, André destacou a importância de manter o distanciamento social e as etiquetas de higiene e saúde. “Os números ainda não querem dizer que vencemos a epidemia. (…) Não é momento de comemoração e nem de relaxamento”, declarou o secretário de Saúde, pontuando que a necessidade de retorno de medidas mais duras será reavaliada a cada semana.

Hoje Pernambuco registrou 450 novos casos de Covid-19, 199 Síndrome e 251 casos leves – 54 mil confirmados. Hoje foram confirmados 68 novos óbitos em 34 municípios, totalizando 2.865 mortes.

O secretário Alexandre Rebelo reforçou que esse é um momento de cautela e que o processo de flexibilização levou em conta três fatores que estão em queda: o número de casos da doença, os óbitos e a demanda pelo sistema de saúde (internação em UTI e Enfermaria).

Por sua vez, Bruno Schwambach detalhou o Plano de Convivência, que tem quatro eixos: Matriz situacional, Protocolo geral, Protocolos setoriais e Etapas de flexibilização.

Protocolos

O protocolo geral deve ser seguido por todos os setores, com as regras de distanciamento social, higiene, além de comunicar colaboradores e clientes e monitorar quem teve contato com pessoas infectadas. Já os protocolos setoriais são definidos a depender do seguimentos econômicos e das necessidades de medidas adicionais.

Etapas de flexibilização

Os serviços essenciais seguem funcionando, assim como os varejos de bairro, centro, shopping, centros comerciais e praças de alimentação continua por delivery. A novidade é a liberação das lojas de materiais de construção a partir de hoje.

Na próxima segunda-feira (8), a construção civil será liberada com 50% da capacidade de funcionamento e comércio atacadista, mas com novos protocolos.

No 15 de junho, serão liberados o varejo de bairro, salões de beleza e serviços de estéticas (com protocolos específicos), shoppings, centros comerciais e praças de alimentação para coleta. Outra novidade é a liberação de treinos esportivos, também com novos protocolos.

Os serviços médicos, odontológicos, veterinários, as locadoras e concessionárias serão liberados, mas a data ainda será definida a depender da evolução das primeiras semanas de reabertura gradual do comércio.

Educação

Sobre as aulas, Bruno lembrou que as escolas seguem fechadas até 30 de junho. Depois disso, será apresentado um plano de retomada gradual, que está sendo estruturado pela Secretaria de Saúde junto às instituições de ensino.