Sobre patrocínio do Estado, Miguel garante: “Vamos fazer uma grande festa com ou sem ele”

Foto: Jonas Santos PMP

Ciente da possibilidade de passar mais um ano sem o patrocínio do Governo do Estado, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, garante que o São João de Petrolina acontece mesmo sem o apoio. Com recursos estimados em mais de R$ 6 milhões, a festa deve movimentar, segundo projeções da Prefeitura detalhadas no lançamento da festa realizado na noite de ontem (29) no Centro da cidade, um montante de R$ 240 milhões nos 39 dias de evento.

“O ano passado não entrou com nada, assim de patrocínio. Mas quero aqui destacar o papel do secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, que ano passado foi muito firme e nos ajudou, até porque Petrolina é diferente de outras cidades e a SDS se manteve aqui junto conosco e a gente espera manter uma parceria. Sobre o patrocínio, o secretário é meu amigo, foi deputado (estadual) comigo, Rodrigo Novais e eu já disse que o Governo do Estado tem que vir de mãos cheias, não pode vir de mãos abanando para poder justificar a sua presença aqui em Petrolina. Se não vir, paciência. Vamos fazer uma grande festa com ou sem ele”.

Segundo Miguel Coelho, além dos recursos assegurados, haverá o investimento da iniciativa privada que vai gerenciar a comercialização dos produtos no espaço montado no Pátio de Eventos Ana das Carrancas. “Esse ano foi o maior recorde de investimento é na concessão. Desde que assumimos a gente faz concessão. No primeiro ano foi um valor de R$ 500 mil, ano passado R$ 750 mil e esse ano a gente superou o valor de R$ 1 milhão. Em Petrolina a festa vem se consolidando como uma grande vitrine e isso é muito bom porque nos gera uma economia de estrutura de mais de R$ 3 milhões, fora que a gente ainda recebe R$ 1 milhão para baratear a conta das atrações que fazem o evento”.

Fazendo o comparativo com o ano passado, a expectativa de acordo com o prefeito de Petrolina é ampliar em R$ 40 milhões a movimentação financeira nos 39 dias de festa. “Em todo o circuito junino no ano passado foram movimentados mais de R$ 200 milhões. Isso é uma conta que a gente não dá para jogar apenas os 5% ISS porque cada setor tem uma alíquota diferente, mas na conta que a Secretaria da Fazenda fez no ano passado houve um retorno de R$ 12 milhões para os R$ 5 milhões investidos. Então é uma conta positiva para a Prefeitura. Como esse ano temos a expectativa de aumentar, atingindo o recorde de R$ 240 milhões movimentados aqui em Petrolina durante os 39 dias de evento que vão entrar nos cofres públicos ainda esse ano”.