Balanço: Guarda Civil de Petrolina atendeu mais de 4 mil ocorrências em 2019

(Foto: Divulgação)

A Guarda Civil Municipal de Petrolina (GCM), que faz parte da Secretaria Executiva de Segurança Pública, no ano passado atendeu 4.208 ocorrências e operações que englobam desde prisões em flagrante, até ações de apoio às instituições públicas, até ações planejadas como Patrulha Escolar, Operação Feira Segura, entre outros. Durante o ano, a Central de Atendimentos (153) recebeu 1.175 ligações.

Romu
Parte das ocorrências (690, que representa 16,39%) foram atendidas pela Ronda Ostensiva Municipal (Romu), patrulha especializada implantada desde novembro de 2017, com a missão de prevenir e combater à violência nas ocorrências de maior complexidade. A maioria (23,04%) relacionada à desordem, perturbação do sossego e danos ao patrimônio público, seguida por ocorrências relativas a drogas (17,53%). Em terceiro, vem crimes relacionados a furtos e roubos (8,69%). Também foram registradas ocorrências de violência doméstica, posse de arma, agressão, cumprimentos de mandados de prisão, entre outros.

Patrulha da Mulher
A Patrulha da Mulher, ronda implantada em março de 2019 para atender casos que envolvem violência contra mulher, também teve forte atuação no último ano, com o acompanhamento de 116 mulheres com medida protetiva. Além do acompanhamento das vítimas, a patrulha também realizou prisões, atendimentos de emergência, palestras, entre outras atividades, que totalizaram 1.619 ações (38,47%).

Investimentos
Em 2019, o município investiu em fardamentos, coletes balísticos, renovação da frota de viaturas, iniciou seleção por concurso público, cuja etapa final do concurso público começa na próxima segunda (20), e a construção do Centro Municipal de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública (CMEPS) de Petrolina, que deve ser inaugurado na próxima semana.

O CMEPS está sendo instalado no Parque Josepha Coelho. A estrutura contará com três salas de aula, uma delas pode ser convertida em auditório, coordenação, sala dos professores e secretaria escolar. Além de servir para as capacitações da GCM e da Defesa Civil, o local também será usado como instrumento de integração social.