Câmara de Petrolina cobra do Executivo envio do Plano Diretor; Prazo termina dia 12

Vereadores da Situação e Oposição cobraram o envio do Plano Diretor dentro do prazo. (foto: Arquivo Nossa Voz e Jean Britto/ Ascom Câmara)

A mesa diretora da Câmara de Vereadores de Petrolina oficializou nesta quinta-feira (5) o envio de um ofício direcionado ao poder Executivo Municipal, solicitando o Plano Diretor de Petrolina até o próximo dia 12 deste mês. Caso o prazo regimental não seja cumprido, o projeto não será apreciado em 2019.

Desde o mês de junho, a gestão municipal se comprometeu a enviar o plano para a Casa Plínio Amorim. Essa demora foi o motivo de debate na Câmara na sessão desta quinta-feira.

O vereador Ruy Wanderley disse que falta respeito de alguns cargos da prefeitura com a Câmara de Petrolina. “Isso demonstra a falta de respeito que alguns membros do poder executivo têm por esta Casa. O Plano Diretor foi feito, já foi encaminhada uma cópia pra profissionais de engenharia, arquitetura e empresários. Mas estão esquecendo que para ser aprovado tem que passar por esta Casa”, declarou o parlamentar da bancada do prefeito Miguel Coelho.

Em seguida, o Oposicionista, Elismar Gonçalves soltou o verbo e conseguiu silenciar por um tempo da bancada da Situação. “Nós estamos chegando ao quarto ano da administração do prefeito Miguel Coelho e é inaceitável que a cidade de Petrolina, nós não consigamos aprovar o Plano Diretor”, desabafou o parlamentar destacando que, em especial, as áreas rurais sofrem pra serem beneficiadas com obras por causa de entraves de documentação que só serão resolvidos com o Plano Diretor.

Paulo Valgueiro também reforçou a cobrança. “Ele (Miguel Coelho) sabe que manda pra cá, com aquela tarja de urgência urgentíssima, o projeto chega num dia e é aprovado no outro”, comentou o líder da Oposição, cobrando que os vereadores de Petrolina “se deem ao respeito”.

O Rodrigo Araújo fez questão de destacar que a Mesa diretora não está de braços cruzados e desde outubro vem cobrando o envio do Plano Diretor. Enquanto isso, na Sala de Imprensa, o líder da situação, Aero Cruz garantiu que cobrará do secretário de Desenvolvimento Urbano, Geovanne Costa e do procurador do município, Diniz Eduardo, o envio do projeto. “Eu vou saber porque não chegou, porque não foi enviado e o que está acontecendo. (…) Nós temos aí já vereador dizendo que pode anular o Plano Diretor”, alertou.