Petrolina: Moradores dizem que posto de saúde do Loteamento Recife deixa a desejar

(Foto: Ilustração/ Nossa Voz)

A velha história se repete, acordar antes das cinco da manhã para conseguir um ficha para ter atendimento de saúde, essa é a realidade dos moradores do bairro do Vila Marcela que precisam se deslocar para a unidade mais próxima que é o Posto de Saúde do bairro Loteamento Recife em Petrolina.

A ouvinte do programa Nossa Voz, Maria Cleonice Bezerra entrou em contato com a redação do programa nesta segunda-feira (02) e fez uma denúncia sobre a situação que ela passa para ter atendimento no Posto de Saúde. “Hoje sair cedo de casa, às cinco da manhã para pegar uma ficha, quando o posto abre a gente fica lá esperando até 10h, eu tenho marido de 66 anos, em casa cirurgiado do coração, tenho que vir em casa para fazer café pra ele e volto pro posto de novo. Queremos uma melhora pra gente, queremos que eles mudem o sistema de horário, mas elas falam que não podem mudar o sistema de marcação e ficam na frente do computador esperando o horário do sistema abrir para começar as marcações. Não nos importamos de sair de casa cedo, e na hora que elas abrirem tenham alguém para fazer a marcação o posto marquem nossa consulta não precisa ser para o mesmo dia não, mas mudem esse horário porque está muito puxado esperar de cinco da manhã até às dez, sem falar que a gente chega e não tem mais fichas”, pontuou.

De acordo com Maria Cleonice, os funcionários da Unidade Básica de Saúde chamaram a Polícia. “Chamaram a Polícia para a gente, mas não estávamos lá para fazer tumulto, mas sim para reclamar nossos direitos, já tem muito tempo assim, só pode marcar dez horas, elas ficam no computador esperando o sistema abrir (…)”.

Outra moradora Rosana Patrício também enfrenta essa mesma situação. “Eu saio de casa antes das cinco da manhã, moro na Vila Marcela e o Posto de Saúde mais próximo é o do Loteamento Recife, a ficha já não é marcada para o mesmo dia, mas se a gente não chegar nesse horário perdi. Venho sem tomar café, deixei minha filha em casa sozinha, a gente tem que correr atrás, chega no Posto de Saúde não tem atendimento adequado pra gente, a gente que se organize, que forme filas, porque só começa dar as fichas as dez da manhã, ao invés delas entregarem as fichas em ordem para facilitar, pegar nossos dados, vai formando tumulto muito grande, não custa nada elas pegarem nossos dados da gente sem falar no sacrifício e humilhação que passamos. Elas ficaram com medo da gente e chamaram a Polícia, não somos vândalos ou bagunceiros estamos reivindicando um direto da gente por um Sistema de Saúde, precisamos do posto como cidadãs”,contou.

A produção do programa Nossa Voz entrou em contato com a Secretaria de Saúde para saber sobre essa situação. Estamos aguardando respostas e divulgaremos de imediato.

WhatsApp Nossa Voz
O ouvinte e o leitor do Blog que quiser denunciar, reclamar ou relatar algumas situação vivenciada na sua rua, bairro ou município, pode entrar em contato pelo WhatsApp Nossa Voz pelo número (87) 98812-9742. Nós também recebemos divulgamos denúncias anônimas e mantemos o sigilo dos dados.